Dança, Sim ou Claro !?

Conceito Nubank/Uber de Empresa

Quem algum dia tiver intenção de empreender deve entender que o mercado muda constantemente, as muitas vezes se você não se adapta morre na praia.  O conceito de empresa tem mudado muito, tudo virtual, Nubank, Uber, Lyft, Air BNB, uma infinidade de empresas que opera sem um “Patrimônio próprio”, baixo custo operacional e alto investimento em logística e planejamento.  

Antes de iniciarmos nossas atividades tomamos conhecimento desde modelo mais moderno de empresa e vimos uma oportunidade ainda não explorada neste mercado, mesmo aqui nos Estados Unidos.

Com esse mesmo formato Graças a Deus estamos operando a 10 anos prestando serviço de dança e enteretenimento.

Atualmente mantenho alguns contratos em andamento no Brasil, mas trouxe a empresa para os Estados Unidos, onde moro atualmente.

A economia americana é bem diferente da brasileira, a forma como o Americano lida com dinheiro, o consumo e o poder da economia baseada na livre iniciativa.

Não posso reclamar deste empreendimento.

Eu e meus sócios optamos por adotar uma estratégia diferente de Mercado neste empreendimento.

1. Não fazer Marketing Ostensivo


- O motivo é muito simples, assim como muitas coisas que envolvem dança, artistas, mídia, modelos, e etc, existe muito ego e vaidade.

E na minha formação empreendedora evito ao máximo ego e vaidade nos negócios, negócios são negócios, é um ambiente com o foco no lucro, geração de renda e empregos, entregar serviços e produtos.

- Diz um velho ditado Chinês:

”Você não pode combater ou atacar aquilo que você não pode ver”

Dessa forma até hoje consigo me manter fora do radar da concorrência que insiste em um modelo mais arcaido e Autófago de prestação de serviço, um modelo mais ao estilo Caixa Econômica Federal.

Eu prefiro seguir a linha da Nubank, tem funcionado muito bem até então, e nós não mexemos em time que está ganhando.

Por este motivo não fazermos Marketing Ostensivo, já tivemos mais de 10.000 alunos ativos cadastrados no nosso banco de dados, ainda mantemos muitos contratos, com a diferença que 90% da nossa renda hoje é arrecadada em Dólar, que no momento em que estou editando este texto 1 dólar está valendo 4 reais ... hehe


2. O serviço vai até o cliente

- Nós deslocamos a nossa estrutura de companhia até você.


3. Operacional Flexível.

- Com contratos temporários podemos estar em qualquer lugar a qualquer momento, dessa forma o resultado sempre será o resultado mais convenente ao aluno.

4. Impessoalidade

Ninguém é o melhor do mundo em tudo, inclusive as pessoas que são de alguma forma classificadas como as melhores em uma atividade A ou B não conseguem se manter neste posto por muito tempo.


Algumas das falhas das empresas que levam na fachada o nome de uma pessoa física são:


a) E se a pessoa física não puder sempre se fazer presente ?

Alguns clientes não se importam já outros clientes podem deixar de contratar por este motivo.


E se um dia a pessoa física morrer (cliclo natural da vida) ?  

 

b) E se dentro desta empresa outros profissionais se destacarem e possuírem mais talento e habilidade do que o nome físico da fachada ? 


Pricipalmente em um ambiente tão delicado cheio de vaidades, ego e espinhos como o mundo da dança é muito importante prever este tipo de situação.

O modelo de negócio Americano já está careca de saber disso.

Por isso que os modelos americanos de mercado e negócio são mais amadurecidos e são referência no mundo todo.

c) Expansão: Quando o nome da Fachada do Empreendimento é um nome de uma pessoa física, e quando a situação do item anterior ocorre, é meio complicado para uma cantora como a Claudia Leite trabalhar como Segunda voz na Banda da Ivete Sangalo.

Você consegue entender o que eu estou falando ?

É por este motivo que as atuais escolas de dança ao invés de montarem filiais e franquias como no modelo americano de negócio, na grande maioria das vezes eles alimentam um negócio Autófago (que se auto destroi), pois ao invés de algumas escolas possírem dezenas de filiais elas criam e desenvolvem sua própria concorrência.

É aquele perfil de empreendedor que é dono de uma casa de materiais de construção, tem um lucro até razoável, mas o dono trabalha como funcionário e nunca sai do caixa, quem adota essa postura sempre irá encontrar muitos limites. Até o presente momento um ser humano só possui no máximo 2 braços ...

Morar nos Estados Unidos me ensinou muito sobre o modelo americano de negócio, sem sombra de dúvidas os americanos são referência nisso.

Por isso que mantenho este empreendimento impessoal e seguindo o modelo Nubank, Uber, Lyft, Air BNB.

Direto ao ponto, direto ao objetivo, fornecendo um serviço mais barato, com qualidade alta e visando o lucro.